Páginas

24 de mai de 2011

Cuidados com a pele no Inverno

Com a chegada do inverno a pele é a mais atingida pela variação térmica.
A tendência ressecada, com aspecto de rachada e em alguns casos sangramento, são situações corriqueiras de quem expõe a pele sem nenhuma proteção. A preocupação é para quem tem rugas, pois as dobrinhas aparecem mais com o ressecamento natural do frio. Portanto, é recomendado hidratar a epiderme, a camada mais superficial da pele, para que problemas possam ser evitados. 
Para descobrir como funciona o aspecto de ressecamento é preciso entender como age a hidratação.
A pele é hidratada naturalmente por via interna e externa.

A interna acontece quando o suor, constituído por água e sais minerais, atravessa as várias camadas da pele, chegando à epiderme.
A externa se dá quando introduzimos água, por meio de produtos farmacêuticos e cosméticos, nas camadas mais externas da pele. 

Quando chega o verão, as altas temperaturas fazem com que o corpo produza mais suor, levando água das camadas mais profundas para a epiderme, mantendo a pele sempre hidratada.
Já no inverno, a produção de suor diminui e o corpo deixa de contar com esta alternativa de hidratação, sendo fundamental usar produtos para fazer o trabalho. 

Uma pele limpa é fundamental para que o hidratante funcione.
Mas é importante que as pessoas prestem atenção quanto à limpeza exagerada, pois o manto hidrolipídico, a camada de gordura da pele, não deve ser tirado totalmente.
Como é comum tomarmos banho em água quente e usarmos sabonetes alcalinos, essa capa de proteção natural, chamada de lipoproteica, é removida, fazendo com que a pele perca água para o meio e desidrate. 

É recomendado o uso da bucha para o corpo, pois ajuda a eliminar células mortas.
Mas a hidratação após a esfoliação deve ser mais cuidadosa.
A parte do rosto é a que mais sofre com o frio.
É preciso lavá-lo sempre com água fria, o ideal é usar uma loção ou gel de limpeza, com ação mais profunda.
Sabonetes, hidratantes e óleos corporais com ingredientes naturais ajudam a evitar que a pele perca água. 

As consequências do inverno na pele são amenizadas com a hidratação diária, cremes à base de ureia, PCA-na, ácido hialurônico.
Vai uma dica: “o banho muito quente não deve ser demorado para não reduzir ainda mais a hidratação natural da pele. Lembrando que é preciso ingerir muito líquido, pois de nada adianta cuidar da hidratação externa se a interna é descuidada.

Fonte: PE